Webinar: Oficinas de Transformação para a Reciclagem Local de Plástico

Informações:

Evento on-line e gratuito sócios da ABPol e ABTB tem preferência nas inscrições.

Data: 30 de agosto de 2022.

Horário: 14h00 (horário de Brasília).

Não haverão perguntas durante o Webinar. A última meia hora será usada para encaminhar perguntas por áudio ou chat. As respostas serão dadas na sequência das perguntas.

Resumo:

As Oficinas de Transformação para a Reciclagem Local de Plástico são uma iniciativa de um grupo de pesquisadores da UFBA, que utilizam uma tecnologia desenvolvida sob coordenação do Prof. Paulo Gomes, do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC). A tecnologia permite a transformação do plástico descartado no lixo em barras estruturais e placas planas de plástico. Estas barras e placas tem formas similares às peças de madeira encontradas nas madeireiras de bairro (caibro, ripa, tábua etc). Posteriormente, estas placas e barras servem de matéria prima para a construção de móveis e outros objetos de valor. As máquinas desenvolvidas para a reciclagem de plástico são simples, baratas e de fácil operação, de forma que uma pessoa sem formação técnica pode ser treinada para operá-las facilmente. Através da criação destas Oficinas é possível disponibilizar os meios de produção e capacitar catadoras e catadores de materiais recicláveis, ou quaisquer outros indivíduos, para a produção de objetos de alto valor agregado a partir do resíduo plástico por eles recolhido, e gerar trabalho e renda, fechando localmente um ciclo da economia circular e produzindo forte impacto socioambiental positivo. Uma “Oficina de Transformação” é o espaço onde o plástico descartado é transformado em objetos de valor, e é composto por:

  • Local para armazenamento e seleção do plástico;
  • Local para lavagem e trituração do plástico;
  • Local para a operação das máquinas e armazenamento das placas e barras;
  • Local para a produção de móveis e objetos de valor e armazenamento;
  • Local para atividades administrativas e comerciais.

Para estarem aptos a executarem a produção dos objetos, os catadores e catadoras são capacitados na triagem do material e na operação das máquinas de reciclagem de plástico. Deixando, então, de serem “Catadores” para, efetivamente, se tornarem “Recicladores de Plástico”. Podendo também, parte deles serem capacitados para a produção de objetos de alto valor agregado. Construindo móveis, objetos de decoração e objetos artísticos, transformando-se, então, em “Artesãos e Artistas do Plástico”. Uma Oficina de Transformação já se encontra em operação e produzindo móveis e objetos. Esta oficina foi instalada em Santa Luzia do Itanhy – Sergipe, e tem a capacidade de processar 1 tonelada de plástico por mês, e vem gerando trabalho e renda para 10 mulheres que anteriormente sobreviviam da coleta de caranguejo. Atualmente, o grupo de pesquisadores está buscando parceiros para viabilizar a implementação de mais Oficinas em diferentes locais, para ampliar as ações de transformações socioambientais que são os alvos do projeto.

Ministrante:

Rosana Lopes Lima Fialho possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal da Bahia (1992), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994) e doutorado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal da Bahia. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Polímeros e Termodinâmica. Atuando principalmente nos seguintes temas: Desenvolvimento de Processos Heterogêneos de Polimerização, Desenvolvimento de Compósitos Poliméricos, Reciclagem Local de Plásticos e Sistemas de Liberação Lenta.

Currículo completo

Inscrição

VAGAS LIMITADAS!

 

Realização:

Publicado em Eventos, Webinars.